Forro de gesso e sancas: qual a diferença? - R. Bassani
  +55 (41) 3377-1500

Forro de gesso e sancas: qual a diferença?


Sanca5-R-Bassani-Drywall

O teto é um ponto importante para projetos de decoração e reformas, pois apresenta papel determinante na iluminação e na sensação que se tem sobre o tamanho do ambiente. O gesso é, então, uma ótima solução para tetos dos mais diversos tipos ambientes, pois além de contribuir para uma melhor iluminação também proporciona um efeito estético agradável e possibilita diversas soluções de projeto de interiores. Porém, é comum as pessoas não saberem a diferença entre os forros de gesso e as sancas, pois poucas informações estão disponíveis sobre o assunto. E você, sabe diferenciar estes dois tipos de teto? Confira, no post de hoje, qual a diferença entre o forro de gesso e sancas. Vamos lá?

Qual a diferença entre sanca e forro de gesso?

Apesar de ambos fazerem parte do desenho do teto, há diferenças entre os dois. O forro de gesso, também chamado de “rebaixamento” fica localizado a alguns centímetros da laje e da parede, como que “substituindo” o teto, e criando a sensação de que este está flutuando. As sancas, por sua vez, deixam o teto visível, e se utilizam dele como superfícies refletoras, que auxiliam na iluminação. Existem diferentes tipos de sanca que podem ser adotados em um ambiente, o que contribui ainda mais para a confusão entre os dois tipos de teto.

Tipos de sancas

A sanca é basicamente uma moldura de gesso instalada no ponto de encontro entre o forro e a parede do ambiente. De forma geral, elas estão relacionadas ao projeto luminotécnico do ambiente e a escolha do tipo utilizado depende muito da decoração e da sensação que se espera criar no ambiente. Confira os diferentes tipos de sanca:

Sanca aberta

As sancas abertas apresentam a iluminação embutida dentro delas, de forma que a luz reflete no teto e ilumina o ambiente indiretamente. Muito utilizada em salas e halls sociais, esta sanca funciona como uma moldura cuja abertura se volta para o centro do ambiente, criando a sensação de a iluminação sair do teto.

Sanca invertida

Este tipo de sanca também é aberto, porém apresenta uma inversão do posicionamento da abertura, que fica voltada não para o centro do ambiente, mas para a parede. A grande diferença entre as sancas invertidas e o forro é que elas não apresentam iluminação embutida refletindo no teto do ambiente. Para esta sanca, o meio do ambiente é todo fechado e só os cantos apresentam iluminação refletida nas paredes e no teto.

Sanca fechada

Completamente fechada em gesso em todos os lados, esta sanca só permite a utilização de iluminação direta no ambiente por meio de spots.

Tanto as sancas quanto os forros em gesso são ótimas opções para a decoração, pois possibilitam as mais diversas soluções arquitetônicas e de decoração. Podem associar iluminação direta e indireta no ambiente, apresentar formas recortadas, ou estampas e desenhos, e contribuir para demarcar a divisão dos ambientes sem a utilização de paredes, que possibilita um melhor aproveitamento da área útil.

E você, gostou do artigo? Já conhecia a diferença entre sancas e forros de gesso? Entre em contato conosco ou compartilhe suas experiências conosco nos comentários abaixo!


Categorias: Decoração, Drywall

Tags: