Quais são as ferramentas adequadas para a instalação de Drywall?
  +55 (41) 3377-1500

Quais são as ferramentas adequadas para a instalação de Drywall?


Ferramentas para Drywall

O setor da construção civil já consagrou a praticidade do uso de chapas de Drywall. No entanto, muitos profissionais ainda utilizam as ferramentas erradas para a instalação da tecnologia. Estas falhas podem gerar graves problemas e comprometer todo o trabalho executado. Em algumas situações, a pessoa não dispõe do instrumento adequado e decide, por pressa ou desconhecimento, fazer adaptações. É aí que mora o perigo.

De acordo com o especialista Carlos Roberto de Luca, consultor técnico da Associação Brasileira de Fabricantes de Chapas de Drywall, a correta utilização das ferramentas representa uma das garantias para a perfeita instalação das placas. Ele cita como exemplo um erro muito comum – e grave – a substituição da parafusadeira pela furadeira. De Luca lembra que os dois equipamentos operam com velocidades diferentes. A troca implica na má instalação, podendo causar danos às placas. Veja, no artigo de hoje, quais são as ferramentas adequadas para a instalação de Drywall. Acompanhe abaixo:

Categorias de ferramentas

A instalação de placas de drywall exige ferramentas específicas. Elas estão classificadas em seis categorias: medição e marcação, corte e furação, desbaste, fixação, acabamento e equipamentos auxiliares. Cada instrumento tem aplicações específicas e que devem ser respeitadas. Para não incorrer em erro na hora de colocar as chapas, apresentamos agora a lista de ferramentas para a correta execução do serviço e suas respectivas aplicações:

1. Corte e furação

  • Furadeira: responsável por furar as chapas e perfis metálicos, inclusive com o auxílio da serra-copo;
  • Estilete ou faca retrátil: faz cortes retos, além de suprimir rebarbas e recortes nas chapas;
  • Serrote de ponta: efetua pequenos recortes nas placas;
  • Serrote comum: realiza cortes retos nas chapas e nos reforços de madeira;
  • Serra-copo: tem como função fazer as aberturas para caixas de eletricidade e a furação para a instalação de terminais da rede hidráulica;
  • Tesoura de corte-perfil: corta os perfis de Drywall;
  • Tesoura corta-arame: é utilizada na execução de forros, ajuda na tarefa de fazer corte em tirantes e na fixação desses elementos à laje.

2. Medição e marcação

  • Trena: usada em várias etapas da instalação das placas Drywall (paredes e forro), a ferramenta estabelece as medidas entre paredes, mede o comprimento das chapas e dos perfis, assinala a posição onde será fixada a guia metálica horizontal, além do local de colocação dos montantes;
  • Cordão ou fio traçante: estabelece a demarcação da posição das guias, cantoneiras e tabicas;
  • Nível laser: define com precisão o nível, o prumo e o alinhamento. Este modelo substitui, com eficiência, ferramentas tradicionais como o nível de mangueira e o prumo com cordão e peso;
  • Nível bolha: faz o nivelamento de peças menores, tais como reforços e suportes de instalações hidráulicas. Seu tamanho pode variar de 30 a 200 centímetros;
  • Esquadro: verifica o esquadro e assinala ângulos de 90 graus.

3. Desbaste

  • Plaina desbastadora: retira todas as irregularidades nas bordas das placas cortadas, permitindo um melhor acabamento.

4. Fixação

  • Pistola finca-pino: faz a fixação de montantes, cantoneiras, tabicas e pendurais nas lajes de concreto. Além disso, prende o perfil metálico no chão e o elemento multifunção nas paredes;
  • Alicate puncionador: utilizado durante a fixação e travamento dos perfis metálicos;
  • Parafusadeira: coloca com precisão os parafusos nas chapas nos perfis metálicos e entre os perfis. Tem velocidade de 0 a 5 mil RPM, com regulagem de profundidade e reversor.

5. Acabamento

  • Espátula metálica: trata as juntas e recobre as cabeças dos parafusos. Há ainda os modelos com ponta Philips, indicados para reaperto dos parafusos;
  • Desempenadeira metálica: faz o tratamento das juntas mais largas, como as do topo. Também pode ser utilizada para o transporte de massa;
  • Espátula metálica para canto de 90 graus: usada em cantos internos e externos.

6. Equipamentos auxiliares

  • Martelo: utilizado em diversas etapas da instalação de paredes e forros, como na fixação das guias e colocações ou no encaixe de buchas;
  • Alicate comum: auxílio no manuseio do arame no momento da fixação do forro na laje, para desamassar perfis e retirar parafusos;
  • Localizador de perfis: com a ajuda de um ímã, a ferramenta detecta os perfis estruturais em paredes, forros e revestimentos prontos;
  • Levantador de chapas: posiciona de forma correta e fixa as placas que serão parafusadas em estruturas de paredes e revestimentos.

Independentemente do porte da obra, é fundamental que o profissional responsável pela instalação das placas Drywall utilize as ferramentas adequadas em cada etapa. Nesse tipo de serviço, não há espaço para improviso ou adaptações. Descumprir tal regra significa colocar em risco a qualidade.

Quer saber mais sobre Drywall? Tem alguma dúvida sobre o tema? Entre em contato conosco ou deixe aqui a sua opinião!


Categorias: Construção, Drywall, Manutenção e Reparos